Você sabe como declarar imposto de renda para pequenas e médias empresas? Se a resposta for “não”, saiba que essa é uma dúvida muito comum dos brasileiros. Afinal, nem sempre é fácil lidar com as obrigações burocráticas.

Neste post, você vai ver o passo a passo de como fazer uma declaração, quais são os fatores que você precisa se atentar e como lidar com cada um deles. Preparado? Então vamos lá!

Reúna um informe de rendimentos

O primeiro passo para declarar o imposto de renda de uma empresa é reunir um informe de rendimentos. Na prática, esse documento exibe os valores que lidam com a retenção de imposto na fonte.

E não só isso! Em alguns casos ele é usado para abatimentos no IRPJ. Isso porque as contradições entre os elementos do documento e os valores reais podem levar a problemas com a receita federal.

Para elaborá-lo, é importante especificar a fonte pagadora e os beneficiários, relacionando os valores retidos e pagos. Nessa etapa, a ajuda de um contador pode ser importante!

Veja se a sua empresa corresponde aos critérios

Existem alguns critérios nos quais você precisa se enquadrar para declarar o Imposto de Renda. Se os seus ganhos ultrapassaram o valor de R$ 28.559,70 no ano anterior, por exemplo, é necessário fazer a declaração.

Investidores, especuladores financeiros e proprietários de patrimônio acima de R$ 300 mil — além do lucro em vendas de patrimônio — também precisam ser declarados.

Lembre-se que não é apenas a sua empresa que lida com as obrigações fiscais. Portanto, apenas a declaração da pessoa jurídica não é suficiente, sendo é necessário também elaborar um documento para a pessoa física.

Preencha as informações

Existem algumas informações importantes que devem ser preenchidas na hora de fazer a declaração, como:

Ocupação

Na ocupação, você diferencia a natureza da empresa como sociedade anônima, empresa individual e MEI. Também é preciso especificar a ocupação principal (exceto no caso do MEI).

Pró-labore

O valor pró-labore é a remuneração de sócios pela atuação administrativa na empresa. Nesse sentido, é preciso preencher várias informações, como CNPJ, nome da empresa, rendimentos e por aí vai.

Retiradas de lucros

As retiradas de lucro são isentas de INSS e IRRF, sendo necessário o preenchimento de informações similares às do pró-labore (titularidade, CNPJ, nome, entre outras). Desse modo, a empresa precisa ter lucro ou receita anteriores.

Saber o passo a passo de como declarar imposto de renda é essencial para garantir que você não cometa erros e tenha problemas com a lei. A sonegação de impostos é um crime previsto no código penal. Por isso, fique atento e não deixe nada para depois.

Lembre-se de que o prazo para a declaração se encerra no dia 28 de abril — tendo início no começo de março. Para isso, é necessário fazer o download do programa IRPF 2019, que geralmente é liberado no final de fevereiro.

Quer saber mais sobre como lidar com a documentação da sua empresa? Então leia nosso post sobre as mudanças da NFe 4.0.

Continue conectado em nossas mídias sociais.

Visite nosso site!  Nosso canal no YouTube  Nosso FanPage no Facebook   Conheça nosso LinkedIn Conheça nosso Instagram

Powered by Rock Convert